Alergias Dermatológicas

Dermatite: Existem dois grandes grupos. As dermatites de contato podem ser provocadas por diversos alérgenos. Neste caso, pode ser utilizado o patch teste para o diagnóstico e orientação do paciente, visto que não existe um tratamento preventivo a não ser excluir o causador e tratar as reações existentes. A reação de contato mais comum hoje em dia é ao níquel, muito utilizado, mas também não podemos esquecer das alergias a cosméticos em geral.

Já a dermatite atópica é uma doença genética, hereditária, que inicia na infância podendo os primeiros sinais e sintoma surgirem já no berçário. Os pacientes que apresentam dermatite normalmente evoluem para a marcha atópica, que é a rinite, conjuntivite e asma, sendo importante o diagnóstico para um tratamento eficaz, e dessensibilização quando o desencadeante é o acaro da poeira doméstica, o que evita a progressão da marcha atópica. Na maioria das vezes, a dermatite é leve e evolui para remissão espontânea, mas há casos onde é necessário a dessensibilização e, até mesmo, o uso de imunossupressores durante o tratamento.   O paciente com dermatite atópica não consegue hidratar a sua pele. Normalmente, ocorre a falta de uma enzima que converte o ácido no óleo linoleico, que dá a hidratação da pele. Logo, esta fica ressecada, mais susceptível a infecções e infestações. Nas áreas de atrito (dobras) ocorre uma assadura, verificamos uma vermelhidão e ressecamento com prurido intenso. É comum surgirem infeções de pele e ser necessário o uso de antibióticos.   O melhor tratamento é a prevenção, que inicia com o aleitamento materno por tempo prolongado, cuidados de controlo ambiental para os filhos de alérgicos, e naqueles que já apresentam sinais logo no início da vida, hidratação artificial da pele. Estes pacientes necessitarão de atenção especial para determinar o grau da dermatite e o melhor tratamento a seguir.   Urticaria: A urticaria é caracterizada por placas avermelhadas, edemaciadas, que migram pelo corpo, permanecendo no máximo 72h no mesmo local. Podem provocar edema de partes moles, comum em pálpebras e lábios. Responde a antialérgicos na maioria das vezes. Quando agudas, são decorrentes de intoxicações alimentares ou viroses. Quando crônicas, podem ser decorrentes de alergias, como medicamentos e, principalmente, alimentos, mas a maioria delas não tem causa alérgica. Mais raramente a causa pode ser doenças que devem ser investigadas. Podem também ser de ordem física desencadeadas por atrito, calor frio, pressão ou até emocional.