Preenchimento / Bioplastia

Os preenchimentos são indicados para o tratamento das rugas e/ou sulcos naturais, que vão acentuando com o envelhecimento.

Podemos utilizar vários tipos de materiais, absorvíveis ou não-absorvíveis, aloplásticos (produtos artificiais) ou naturais (gordura, derme, cartilagem, fascia). 

O material aloplástico mais comumente utilizado é o ácido hialurônico, absorvível, com duração média de 8 a 10 meses, pode ser de diferentes espessuras ou coesividade para preencher rugas mais finas e superficiais ou mais profundas, sulco naso-geniano e canto da boca (bigode chinês), aumento de volume em lábios, rugas peri-orais ou temporais, projeção de região malar (maça do rosto), mento (queixo), contorno da órbita, contorno da mandíbula, dorso das mãos, rejuvenescimento e hidratação da pele da face, entre outras.

Outro material é a hidroxiapatita, também reabsorvível, com duração mais prolongada, de 2 a 3 anos, indicada para rugas e sulcos mais profundos, principalmente o sulco naso-geniano, ou maiores projeções em região malar ou mandíbula.

O polimetilmetacrilato, mais conhecido como metacryl, é um material aloplástico definitivo, não-reabsorvível, já muito utilizado nos últimos 5 ou 10 anos, também com a finalidade de preenchimentos e de projeções; porém mais relacionado com reações, imediatas ou tardias.

A utilização de gordura ganhou força nos últimos anos, como material de preenchimento. As novas técnicas de lipoaspiração, limpeza, separação, centrifugação e enxertia da gordura, diminuíram as taxas de reabsorção e melhoraram os resultados. A gordura tem como vantagem o baixo custo para a sua obtenção, não provocar reações, volume disponível de acordo com a necessidade.

Atualmente, com a descoberta da presença de célula tronco presentes na gordura lipoaspirada, a sua utilização tende a crescer e os resultados a melhorarem.